MST encerra primeiro dia de caminhadas no Pontal-SP

Três grupos do Movimento dos Sem-Terra (MST) ligados a José Rainha Júnior encerraram hoje o primeiro dia de caminhada por rodovias do Pontal do Paranapanema em direção a Presidente Prudente, a 580 km de São Paulo. O líder dos sem-terra caminha à frente do grupo que saiu às 6 horas de Santo Anastácio e acampou, no início da tarde, em Presidente Bernardes.

Agência Estado |

Amanhã, a caminhada prossegue até a cidade de Álvares Machado.

Outro grupo, tendo à frente a mulher de Rainha, Diolinda Alves de Souza, partiu de Tarabai e acampou, à tarde, no município de Pirapozinho. A terceira frente, liderada por Sérgio Pantaleão, braço direito de Rainha, seguiu de Mirandópolis para o município de Regente Feijó, pela rodovia Raposo Tavares.

A marcha é um protesto contra a suposta lentidão do governo estadual em assentar famílias nas áreas já arrecadadas para a reforma agrária e contra o projeto do governador José Serra de regularização das terras na região. O governo informou que novos assentamentos estão em processo de licença ambiental e que o projeto pretende resolver os conflitos fundiários no Pontal.

Ao todo, foram mobilizados cerca de 400 militantes, mas a intenção de Rainha é engrossar a caravana na chegada em Prudente, sexta-feira, com a adesão de integrantes de outros movimentos. Também devem compor as fileiras integrantes de sindicatos rurais ligados à Central Única dos Trabalhadores (CUT).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG