O empresário Gilmar Chinelli Pereira foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) de Piauí por ter supostamente realizado o maior desmatamento individual do Brasil de que se tem notícia neste ano, segundo o MPF. O crime ambiental ocorreu no município de Bom Jesus, localizado no cerrado piauiense.

O empresário teria promovido a derrubada de 11.673 hectares de floresta de cerrado, desmatando o equivalente a quase 12 mil campos de futebol ou 116,73 quilômetros quadrados na região da Serra do Quilombo, no município de Bom Jesus.

O desmatamento aconteceu sem nenhuma preocupação ambiental, sem licenciamento e sem autorização e conhecimento do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Segundo o procurador da República Tranvanvan da Silva Feitosa, a região desmatada é área crítica que vem sendo objeto de especulação imobiliária e grilagem, em face da expansão das fronteiras agrícolas do Piauí, especialmente da monocultura de grãos.

Por conta disso foi aplicada uma multa pelo Ibama de R$ 5,8 milhões ao réu e embargada a atividade econômica da propriedade. Chinelli já foi autuado pelo Ibama em março deste ano por promover o desmatamento de 3.664,51 hectares de floresta do cerrado na mesma região e município, tendo sido o empreendimento embargado com multa no valor de R$ 365.500,00.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.