Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

MP-PA recorre por novo julgamento de fazendeiro

O recurso para levar a novo julgamento o fazendeiro Vitalmiro Bastos de Moura, o Bida, absolvido na última terça-feira da acusação de ser o mandante da morte da missionária norte-americana Dorothy Stang, foi protocolado hoje pelo promotor de Justiça do Ministério Público Edson Cardoso de Souza. A decisão dos jurados contrariou a prova dos autos no caso do Bida.

Agência Estado |

Além disso, o Conselho de Sentença não reconheceu um item importante do julgamento, que foi a qualificadora de promessa de recompensa pela morte da freira, quando julgou e condenou a 28 anos o Rayfran das Neves, o pistoleiro", explicou Cardoso.

O promotor também pediu vista dos autos para apresentar as razões da apelação. Ele prometeu ingressar amanhã com pedido de abertura de procedimento administrativo junto ao Sistema Penal para verificar em que condições foi produzido o vídeo gravado pelo capataz Amair Feijoli da Cunha, o Tato, utilizado durante o julgamento. Nesse vídeo, Tato diz que Bida não mandou matar a freira.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG