MPF reitera indeferimento de pedido de soltura de Arruda

O Ministério Público Federal (MPF) enviou hoje ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) parecer pelo indeferimento do novo pedido de liberdade ou de prisão domiciliar feito pelo ex-governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda. A subprocuradora-geral da República Raquel Elias Ferreira Dodge reiterou parecer anterior, já que aguarda o encerramento das investigações.

Agência Estado |

No novo pedido de revogação de sua prisão preventiva, Arruda alega "agravamento de seu estado de saúde". Para isso, juntou relatório médico e laudo de tomografia computadorizada das artérias coronárias, além de carta manuscrita em que manifestou desinteresse em recorrer da decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal que lhe retirou o cargo de governador.

A Corte Especial do STJ deve julgar nesta tarde o pedido de revogação da prisão de Arruda. Ele está preso desde o dia 11 de fevereiro na Superintendência da Polícia Federal (PF), em Brasília, acusado de tentar atrapalhar as investigações da Operação Caixa de Pandora, que apura esquema de distribuição de propina no governo do DF.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG