MPF indica procurador para acompanhar caso Zoghbi

O procurador Gustavo Pessanha Velloso foi designado hoje pelo procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, para acompanhar o inquérito contra o ex-diretor de Recursos Humanos do Senado João Carlos Zoghbi, suspeito de liderar um esquema de desvio de dinheiro em operações de crédito consignado. Zoghbi é investigado pela Polícia Legislativa do Senado desde o início da semana passada.

Agência Estado |

Velloso é autor de procedimento administrativo aberto no MPF contra o ex-diretor do Senado. O procurador já vinha apurando suspeitas de que Zoghbi teria orientado funcionários da Casa a optar pelo Banco Cruzeiro do Sul na hora de buscar crédito, além da denúncia de que usou uma babá como "laranja" em uma empresa de consultoria que intermediou o contrato do Cruzeiro do Sul com o Senado.

O ofício com a designação de Velloso por Antonio Fernando foi levado ao Senado para informar o presidente José Sarney (PMDB-AP) de que o MPF irá participar das investigações do caso. Na semana passada, Sarney disse que a participação da instituição no caso seria "bem-vinda".

Segundo as denúncias veiculadas na imprensa, uma empresa de Zoghbi teria recebido R$ 2,3 milhões do banco Cruzeiro do Sul como comissão por intermediar empréstimos feitos a servidores da Casa. No último dia 30, a presidência do Senado suspendeu contrato com o banco até que as investigações do caso sejam concluídas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG