MPF denuncia deputado e prefeito do CE por fraude

O deputado estadual e ex-prefeito do município de Quixelô, José Ilo Alves Dantas, e seu filho Agenor Gomes de Araújo Neto, prefeito de Iguatu, ambas cidades localizadas no Ceará, foram denunciados por supostas fraudes no seguro-desemprego. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), eles seriam os chefes de um esquema criminoso que liberava recursos de forma irregular para captar votos.

Agência Estado |

Segundo a denúncia, eles teriam planejado e comandado, no período de 1996 a 2000, uma fraude no sistema nacional do seguro-desemprego por meio de falsos contratos de trabalho. O objetivo seria obter a concessão do benefício para eleitores de Quixelô e, assim, conquistar votos dos beneficiários e de seus familiares.

Mais oito pessoas também foram denunciadas: Francisco Antônio Quinto, Napoleão Holanda Coelho, Manoel Wellington Batista de Araújo (vereador em Quixelô) e Marianeide Alves Vieira - supostos membros da quadrilha e intermediários do esquema - e Edmilson Alves da Silva, Epifânio Gomes de Lima, Francisco de Assis Aires do Nascimento e Josefa Francisca do Nascimento - recebedores, segundo o MPF, de valores indevidos do seguro-desemprego.

As fraudes teriam sido praticadas por meio das empresas GPM Projetos e Construções Ltda, Construtora Frota Coelho Ltda., CGA Construtora Gomes de Araújo Ltda., Construção e Arquitetura Ltda. (Constran), entre outras. Agenor Neto foi sócio majoritário das duas últimas.

O total dos atos pelos quais os denunciados respondem no Tribunal Regional Federal (TRF) envolve mais de setecentas pessoas. Por isso, as investigações que deram origem à denúncia foram desmembradas em vários processos, que podem resultar em condenações em cada um deles.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG