MPF apura se houve irregularidades em caso de aposta não premiada no RS

A Procuradoria da República em Novo Hamburgo (RS) informou nesta terça-feira que está levantando informações sobre o caso do grupo de apostadores do município que acertou as seis dezenas de um concurso da Mega-Sena mas não levou o prêmio porque a aposta não foi registrada pela Caixa Econômica Federal (CDEF). O sorteio aconteceu no dia 20 de fevereiro. O prêmio estava acumulado em R$ 52 milhões.

iG São Paulo |

O procurador da República Ângelo Roberto Ilha da Silva expediu ofícios para requisitar informações do inquérito sobre o caso aberto na 2ª Delegacia de Polícia Civil do município e também para apurar irregularidades e responsabilidades da Caixa Econômica Federal e da lotérica.

O Ministério Público Federal quer saber se a CEF fiscaliza se as lotéricas incentivam a prática de bolões e se há alguma cobrança das lotéricas para a organização dos grupos de apostadores. A Caixa, que em nota enviada na semana passada afirmou que a prática é irregular, tem até o final de semana para se manifestar.

Segundo a CEF, o comprovante emitido pelo terminal de apostas é o único documento que habilita o recebimento de prêmios.

O grupo era composto de 40 pessoas, que fez uma aposta conjunta ¿ um bolão ¿ na lotérica Esquina da Sorte, no centro de Novo Hamburgo. Uma funcionária da lotérica confessou ter se equivocado e não registrou os números apostados pelo grupo, para que a Caixa computasse entre os apostadores.

AE
Frustrados, apostadores reivindicam prêmio de R$ 53 milhões

A polícia investiga de o proprietário do estabelecimento, José Paulo Abend, agiu com má-fé ao reter o dinheiro e não repassar à Caixa. Abend, que já sofreu ameaças após o incidente, diz que também é vítima e que houve erro quando uma funcionária tentou registrar a aposta.

Em depoimento que durou cerca de três horas, a funcionária Daiane Samar da Silva confirmou que cometeu erro ao tentar registrar a aposta. A licença de funcionamento da unidade lotérica está suspensa até o fim da apuração de denúncia de prática de atividade não prevista na Norma Geral e nas Circulares, segundo a CEF.

Leia mais sobre Mega-Sena .

    Leia tudo sobre: bolãomega-sena

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG