MPF ajuizou 41 ações contra ex-prefeitos de MG em 2009

O Ministério Público Federal (MPF) em Governador Valadares (MG) ajuizou em 2009 um total de 41 ações de improbidade administrativa contra ex-prefeitos de municípios situados nos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, no leste do Estado de Minas Gerais. Eles são acusados de terem cometido diversas irregularidades na gestão e aplicação de recursos públicos federais, desde fraudes em licitações, desvio e apropriação de verbas públicas até ausência de prestação de contas.

Agência Estado |

Nas ações ajuizadas em Valadares, a maioria dos recursos era proveniente de convênios firmados com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) para construção de módulos sanitários e sistemas de abastecimento de água.

Vistorias feitas pela própria Funasa atestam que as prefeituras executam apenas parte do que foi acordado no convênio e o que é construído apresenta péssima qualidade dos materiais utilizados, execução tão mal feita que chega a causar o desabamento das construções e muitas discordâncias do projeto básico apresentado no convênio. Em alguns locais, as prefeituras apenas iniciam a construção e os moradores ficam obrigados a terminá-la com seus próprios recursos.

Leia mais sobre: Ministério Público

    Leia tudo sobre: minas geraisministério público

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG