MP-AM apura deputado acusado de usar verba pública

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) investiga a utilização de verba pública para a compra de passagens aéreas a 16 membros da família do presidente da Assembléia Legislativa do Amazonas, Belarmino Lins (PMDB). A investigação está sendo feita pela promotoria de Justiça Especializada de Proteção ao Patrimônio Público.

Agência Estado |

Em 2006, Lins teria comprado 180 passagens aéreas para familiares. Foram gastos cerca de R$ 138 mil com passagens para Fortaleza, São Paulo, Porto Alegre, Belém, Rio de Janeiro, Parintins, Tabatinga, Rio Branco e Buenos Aires. Os beneficiados com as passagens foram: Dalila Lins (mãe), Luciana Lins (mulher), Alfredo Lins (filho), George Lins (filho), Belarmino Lins Junior (filho), Marly Lins, William Lins (irmãos), Marcos Albuquerque (filhos), Victor Albuquerque (filho) e Lívia Albuquerque (filha).

Também há passagens para o cantor e compositor de forró Jonas Alves e para o deputado federal Átila Lins (PMDB). A reportagem entrou em contato com a assessoria de Lins, mas não obteve resposta. A uma rádio local, o presidente da Assembléia afirmou que teria comprado as passagens com a verba de gabinete de R$ 6 mil para transporte, que o parlamentar pode gastar "como quiser".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG