MP-AL decreta prisão de agressores de morador de rua

Os quatro jovens que agrediram um morador na madrugada de terça-feira no bairro da Jatiúca, em Maceió, já são considerados foragidos. A prisão deles foi decretada hoje pelo juiz Maurício Breda, a pedido da delegada que atua no caso e do Ministério Público Estadual.

Agência Estado |

Segundo Breda, houve falha no procedimento dos policiais na Delegacia de Plantão III (Deplan III) durante a prisão dos agressores. "A princípio podemos considerar como falha o fato de terem liberado os acusados", afirmou.

Para o promotor de Justiça Flávio Gomes da Costa e a delegada do 2º Distrito Policial, Ana Luiza Nogueira, a gravidade das agressões sofridas pelo morador de rua José Cláudio Pereira, 46 anos, configuram tentativa de homicídio. Os agressores teriam utilizado um extintor de incêndio de carro para agredir a vítima, que se encontrava dormindo debaixo de uma marquise, em uma calçada da Avenida Cleto Marques Luz, na Jatiúca. Com ferimentos por todo o corpo, principalmente no rosto, o morador de rua foi socorrido por agentes de uma guarnição da Polícia Militar de Alagoas (PM-AL) e se recupera bem.

Apesar de terem sido presos em flagrante, João Augusto da Silva, Pedro Paulo Barros Assunção, Givaldo Andrade Neto e Eli de Oliveira Clementino prestaram depoimento e foram liberados da Deplan III no bairro Jaraguá. Para o promotor e a delegada, a atitude dos rapazes é considerada de extremo requinte de crueldade e com evidência de periculosidade. "Por isso transformamos o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), aberto pela Delegacia de Plantão III, em inquérito e os agressores foram indiciados por tentativa de homicídio", explicou o promotor. Segundo ele, "as agressões foram tão fortes que o moradores de rua escapou por sorte".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG