MP vai apurar efeitos dos novos voos no Santos Dumont

O Ministério Público do Estado do Rio instaurou hoje um inquérito civil para apurar os efeitos da ampliação de voos no Aeroporto Santos Dumont, com a abertura para voos nacionais decidida pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), na terça-feira. O MP quer apurar se o aumento de tráfego aéreo vai ampliar a poluição sonora e se pode ter impacto viário nas proximidades.

Agência Estado |

"A ampliação do tráfego aéreo no Santos Dumont só será permitida pelo MP se as condições demonstrarem que não haverá prejuízo para a população e para o meio ambiente", afirmou o Procurador-Geral de Justiça, Cláudio Lopes. Ele disse que "o carioca pode ficar tranquilo quanto a possíveis transtornos".

O MP informa, por meio de comunicado, que o impacto sonoro e viário da abertura do Santos Dumont vai ser analisado na região central do Rio e em bairros próximos ao aeroporto, como Laranjeiras, Botafogo e Flamengo, na zona sul da cidade. O MP informa, ainda, que vai notificar a Anac, a Companhia de Engenharia e Tráfego (CET-Rio), a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e o Instituto Estadual de Meio Ambiente (Iema) para apurar se a licença ambiental do Santos Dumont está vencida.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG