O Ministério Público pediu hoje à Justiça que condene a Supervia a pagar indenização de R$ 1 milhão, no mínimo, para reparar os danos morais e materiais causados aos passageiros da Supervia. A Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa do Consumidor e do Contribuinte pediu ainda, em caráter liminar, que a Supervia impeça seus trens de circularem com as portas abertas.

A Promotoria pede ainda que a Supervia dote todos os seus trens de sistema hábil a impedir a abertura indevida das portas e que respeite a integridade física e psicológica dos usuários. A ação, motivada pelas agressões de cinco agentes a passageiros na Estação de Madureira, foi distribuída para a 6.ª Vara Empresarial a Ação Civil Pública.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.