O Ministério Público Eleitoral é favorável à decisão do TSE que mandou os segundos colocados nas eleições estaduais assumirem os governos do Maranhão e da Paraíba no lugar dos governadores cassados Jackson Lago (PDT) e Cássio Cunha Lima (PSDB). Parecer do procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, avalia que o STF deve rejeitar ação do PSDB que defende a realização de eleição para escolha dos substitutos dos governadores cassados.

O Estado apurou que há chances reais de o STF concordar com o PSDB. O STF avalia a hipótese de ordenar eleição indireta no caso de cassação de governador e vice. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.