Liga da Justiça por crimes eleitorais - Brasil - iG" /

MP denuncia integrantes da milícia Liga da Justiça por crimes eleitorais

RIO DE JANEIRO ¿ O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro denunciou nesta terça-feira 20 integrantes da milícia ¿Liga da Justiça¿ por formação de quadrilha armada para práticas eleitorais. Entre os denunciados estão o ex-deputado estadual Natalino Guimarães, o ex-vereador Jerônimo Guimarães Filho, Luciano Guinâncio Guimarães e a ex-vereadora Carmen Guinâncio Guimarães, a Carminha Jerominho.

Redação |

AE

O ex-deputado Natalino Guimarães

De acordo com a denúncia feita, os denunciados associaram-se a partir de 2005 no bairro de Campo Grande, na zona oeste do Rio, em caráter estável e permanente, para praticar crimes eleitorais. Segundo o documento, a quadrilha sempre agiu na busca da infiltração de seus principais responsáveis em instituições públicas, objetivando, com isso, que diversos interesses escusos fossem legitimados e protegidos, prática comum nas organizações criminosas.

Para o Ministério Público, o comando do grupo paramilitar era exercido pelos irmãos Natalino e Jerominho. Com a prisão dos dois, a chefia passou para os irmãos Luciano e Carminha Jerominho.

Essa última foi ainda escolhida pelo grupo para concorrer ao cargo de vereadora do município do Rio de Janeiro nas eleições de 2008. Assim, estava garantida a hierarquia familiar e mantido o escopo de se conseguir colocar alguém da quadrilha no Poder Público, afirmam os promotores na denúncia.

O MP lembra que o grupo atuava armado e coagia a população a atender seus anseios eleitorais.  Segundo a denúncia, nas eleições de 2008, com o intuito de expansão dos domínios, os denunciados tentaram alçar Natalino ao cargo de prefeito do município de Seropédica, onde eles também exercem suas atividades criminosas. A candidatura, no entanto, acabou impugnada, pois a inscrição eleitoral foi fraudulenta e houve declaração falsa de domicílio.

Os promotores narram que a quadrilha agia mediante a difusão do terror e do medo por todo o bairro de Campo Grande e adjacências, tais como Santa Cruz, Guaratiba, Cosmos, Paciência, Bangu e Realengo.

Leia também:

Leia mais sobre: milícias

    Leia tudo sobre: milíciamilícias

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG