MP denuncia ex-reitor da UnB suspeito de fraude

O ex-reitor da Universidade de Brasília (UnB), Timothy Mulholland, foi denunciado hoje pelo Ministério Público Federal (MPF) por peculato e formação de quadrilha. Suspeito de desviar R$ 470 mil de recursos de pesquisa científica para mobiliar o apartamento de luxo em que morava, Mulholland deixou o cargo em abril em meio a tumultos e à ocupação da Reitoria da UnB, por estudantes.

Agência Estado |

Mulholland é acusado pelo MP de integrar uma organização para desviar recursos públicos arrecadados pela universidade e repassados às suas fundações de apoio.

A denúncia refere-se a desvios ocorridos em convênios celebrados entre a Fundação Universidade de Brasília e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), para prestação de serviços de saúde às comunidades indígenas Yanomami, em Roraima, e Xavante, em Mato Grosso. O ex-reitor disse que não cometeu nenhuma ilegalidade e que os bens adquiridos para o imóvel eram condizentes com a importância do cargo e não eram pessoais.

A UnB, conforme o MP, subcontratou, sem licitação, a Fubra e a Funsaúde para executar as atividades. No total, foram repassados à universidade e às duas fundações cerca de R$ 67 milhões. Porém, o dinheiro teria sido usado "para satisfazer interesses pessoais dos denunciados, como pagamento de festas, viagens, jantares, móveis e compra de eletroeletrônicos para uso particular".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG