Tamanho do texto

A Justiça de São Paulo acatou a denúncia e o pedido de prisão preventiva de quatro policiais civis acusados de roubar 200 quilos de cocaína colombiana pura apreendidos no Aeroclube de Itu, no interior do Estado, e depois vendidas por eles a usuários e traficantes de drogas. Os promotores denunciaram e pediram a prisão preventiva de Luiz Henrique Mendes de Moraes e Robert Leon Carrel, Cleuber, ambos delegados do Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc) a Polícia Civil, e dos investigadores Gilson Bueno e Ricardo Ganzerla.

Todos foram presos neste final de semana.

Segundo apuração, os quatro denunciados, então lotados na 4ª Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) do Departamento de Investigações sobre Narcóticos, fazendo-se passar por traficantes, iniciaram tratativas com diversos narcotraficantes estrangeiros, a maior parte formada por colombianos, agindo com se estivessem legalmente infiltrados. Os policiais, entretanto, não tinham qualquer autorização judicial para a infiltração.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.