O Ministério Público Eleitoral entrou com representação contra 30 doadores da campanha eleitoral de 2006 no Ceará. Segundo a denúncia, eles fizeram doações que ultrapassaram o valor de 10% dos rendimentos brutos, delimitado pela lei.

Para obter os nomes dos doadores, foram cruzados dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e da Receita Federal. De acordo com o Ministério Público Eleitoral, foi a primeira vez que esse tipo de estudo foi feito. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.