MP acompanha caso da morte de bebê em creche de SP

O Ministério Público Estadual de São Paulo (MPE-SP) passou a acompanhar o caso do bebê Gabriel Ribeira, de 7 meses, que morreu de parada cardiorrespiratória na sexta-feira, na creche Pedacinho da Lua, na Vila Medeiros, zona norte de São Paulo. A promotora Cinthia Maria Schiavoni Gruber, do Fórum de Santana, foi designada ontem para acompanhar o inquérito policial, que está sob responsabilidade do delegado Sérgio Alves, do 90º Distrito Policial.

Agência Estado |

A Promotoria de Defesa dos Interesses Difusos e Coletivos da Infância e Juventude também atua no caso.

No dia em que morreu, Gabriel chegou às 11 horas à creche com a mãe e, às 14h10, o pai foi pegar o filho, mas o encontrou no berço já arroxeado, sem respiração. O menino foi levado ao hospital e os plantonistas encontraram restos de alimentos em sua garganta. Os pais acusam a creche de negligência e afirmam ter avisado a uma funcionária que o bebê tinha refluxo.

Roberto Rinaldi, advogado da dona da creche, Suzana Aparecida Sarro Leão, no entanto, nega que houvesse registro de qualquer doença de Gabriel. A defesa deve entregar hoje à polícia a agenda e a ficha de saúde do bebê.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG