Motorista não enfrenta dificuldades nas estradas fluminenses. Em SP, há transtornos para quem deixa o litoral

Na tarde deste domingo, o motorista não enfrenta dificuldades nas principais estradas dos estados do Rio de Janeiro e São Paulo.

No Rio há somente um pequeno congestionamento na rodovia Niterói-Manilha, na altura do KM 272, em Tanguá, no sentido Niterói, devido a obras.

No entanto, o tráfego é normal nas rodovias BR-101, Dutra, Washington Luís (BR-040) e Via Lagos, nos dois sentidos.

Na madrugada, um deslizamento de terra provocou o fechamento da estrada que faz a ligação entre os municípios de Campos dos Goytacazes e Cardoso Moreira, no norte do estado do Rio de Janeiro, mas a situação já foi normalizada.

Veja a previsão do tempo na sua cidade

Já em São Paulo, o motorista que segue pela Régis Bittencourt deve redobrar a atenção. O tempo é chuvoso em pontos alternados da rodovia, e a concessionária que administra a via pede aos usuários que reduzam a velocidade, devido às pistas molhadas.

Para quem volta do litoral pelo Anchieta-Imigrantes encontra problemas no trecho de serra compreendido entre o km 56 e o km 43 da Rodovia dos Imigrantes, devido ao excesso de veículos.

Já na Rodovia Padre Manoel da Nóbrega o tráfego é intenso e há lentidão entre os km 276 e 274, para quem volta do litoral sul, no sentido São Paulo.

Na Bandeirantes, o trânsito é lento entre os quilômetros 56 e 71, no sentido Judiaí, devido ao excesso de veículos. No sentido contrário, o tráfego flui bem.

Na Anhanguera há congestionamento para quem segue para Jundiaí, nas proximidades do município.

O tráfego é intenso nas rodovias Castello Branco e Raposo Tavares. O panorama é o mesmo na rodovia Fernão Dias, com exceção do trecho na altura do quilômetro 84, onde a pista está parcialmente interditada devido a um alagamento e há lentidão no local.

Aeroportos

Devido ao dia ensolarado na cidade do Rio de Janeiro, na tarde deste domingo (8), os aeroportos Santos Dumont (Centro) e o Internacional Antonio Carlos Jobim (Zona Norte) operam normalmente e os pilotos fazem as manobras de pouso e decolagem visualmente.  O panorama é o mesmo nos aeroportos de São Paulo (SP) e Salvador (BA).

Foram registrados atrasos e cancelamentos, mas, segundo a Infraero (Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária), eles estariam dentro da normalidade.

Confira as condições dos voos no País

No Rio de Janeiro, às 16h, no Internacional, dos 105 voos domésticos programados, 11 (10,5%) apresentaram atrasos superiores a 15 minutos; no momento há 2 (1,9%) com atrasos normais e 6 (5,7%) foram cancelados. No Santos Dumont, dos 64 voos programados, 2 (3,1%) registraram atrasos e 4 (6,3%) foram cancelados. Às 16h não havia voo com atraso.

Em Salvador (Ba), dos 86 voos programados, 5 (5,8%) registraram atrasos, 1(1,2%) estava atrasado no momento, e 2 (2,3%) foram cancelados.

Ainda entre os voos domésticos, em São Paulo, no aeroporto de Congonhas, dos 112 voos programados, 5 (4,5%) registraram atrasos, 1 (0,9%) estava atrasado às 16h, e 3 (2,7%) foram cancelados. Em Guarulhos, dos 154 voos programados, 4 (2,6%) atrasaram e 3 foram cancelados (1,9%). Não havia atrasos às 16h.

Voos internacionais

Entre os voos internacionais, no Rio de Janeiro, dos 19 voos programados, 2 (10,5%) apresentaram atrasos normais, 1 (5,3%) estava atrasado às 16h e 1 (5,3%) foi cancelado. Na Bahia, no aeroporto de Salvador, dos 4 voos programados, 1 (25%) registrou atraso, mas a situação era normal às 16h, sem atrasos ou cancelamentos.

Em São Paulo, no aeroporto de Guarulhos, dos 64 voos programados, 10 (15,6%) registraram atrasos, 1 (1,6%) estava atrasado às 16h, e 2 (3,1%) foram cancelados.

No Brasil, das 00h às 16h, no País, dos 1.446 voos programados, 74 registraram atrasos (5,1%), sendo que 9 estão atrasados no momento (0,6%) e 40 (2,8%) foram cancelados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.