A interdição da Rodovia Mogi-Bertioga já causou reflexos no sistema Anchieta-Imigrantes. O número de veículos que circulou pelas estradas entre os dias 22 e 26 deste mês é 9,5% maior do que em igual período de 2008.

Ontem o motorista enfrentou trânsito pesado para descer a serra - o percurso, normalmente feito em uma hora, chegou a levar quatro. E a tendência, segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), é que o trânsito seja ainda pior nos próximos dias, principalmente se a via que leva ao litoral norte não for liberada antes da virada do ano.

A previsão da construtora M. Costa Engenharia, responsável pela construção de um muro de contenção no km 81 da Mogi-Bertioga, interditada desde o dia 8 por causa do desmoronamento de uma rocha de 50 toneladas na pista, é que a estrada seja liberada antes do Réveillon. Mas só depois de uma reunião entre os engenheiros da construtora, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e a Secretaria de Estado dos Transportes, que será realizada amanhã, será possível saber se a construtora terá condições de liberar a via dentro do prazo.

Com o bloqueio da estrada, a Ecovias, que administra o sistema Anchieta-Imigrantes, estimou receber até 5% dos carros que circulariam pela Mogi, mas nos últimos dias o índice chegou a quase 10%. Enquanto em 2008 trafegaram pelo sistema 315.365 mil veículos entre os dias 22 e 26, neste ano haviam circulado 347.818 mil carros - 32.453 mil veículos a mais, um aumento de 9,5%.

A Ecovias não explicou o aumento, mas a Polícia Rodoviária Estadual garante que foi causado pela interdição da Mogi. "Uma boa porcentagem (da lentidão) foi causada pelo fechamento da Mogi, porque sem aquele acesso o turista precisou dar a volta e passar pelo sistema Anchieta-Imigrantes", disse o tenente Fábio Simões Lucchesi, do 1º Batalhão de Policiamento Rodoviário.

Para a virada do ano, o volume de veículos será maior. "Será pior porque muita gente desce no Natal, sobe para trabalhar e depois desce de novo". Somados a esses turistas o tenente acrescenta aqueles que viajam apenas no dia 31 e voltam no dia seguinte. As informações são do Jornal da Tarde.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.