Motorista e cobrador de ônibus queimado depõem na BA

O delegado Wilson Gomes, da 16.ª Delegacia de Salvador (BA), ouviu hoje os depoimentos do motorista e do cobrador do ônibus urbano que pegou fogo na tarde de segunda-feira na capital baiana.

Agência Estado |

O incêndio feriu 14 pessoas - oito delas continuam internadas no Hospital Geral do Estado, três delas com mais de 50% do corpo queimado. De acordo com Gomes, os depoimentos permitem a ele chegar a algumas conclusões, que não quis divulgar. Ele aguarda a entrega do laudo pericial, que a Polícia Técnica baiana promete para o fim da próxima semana. "O próximo passo é ouvir os feridos que já foram liberados, assim que eles tiverem condições físicas", afirma. "Ainda não é possível afirmar se o incêndio foi um acidente ou proposital."

O testemunho mais importante foi o do cobrador do veículo, Artur Luiz Barreto de Souza, de 28 anos. Ele contou mais uma vez ter visto um casal com duas crianças entrar no veículo com uma sacola cheia de latas e acrescentou que o conteúdo de algum vasilhame teria vazado. "Vamos ver se ele consegue reconhecer esse casal, ou as crianças, entre os feridos", diz Gomes. Souza acredita que sim. O depoimento do motorista, Cassiano Souza Silva, de 48 anos, confirmou as informações do cobrador. "Os passageiros começaram a reclamar de um cheiro forte, como se fosse de tinta de parede", declarou.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG