Motorista bêbado mata 1 e morre ao chegar à delegacia

O vendedor Adão Janovich atropelou e matou um homem ontem no Guarujá, foi detido, passou mal ao chegar na delegacia e morreu. Após provocar a morte do zelador Valfredo Pinto Araújo, Janovich foi ameaçado de linchamento pelos moradores da cidade da Baixada Santista e levado para a delegacia, segundo a Polícia Militar (PM).

Agência Estado |

A corporação informou que ainda não se sabe o que causou a morte do vendedor.

O motorista, de 58 anos, e a vítima, de 53, moravam no Guarujá. Araújo estava no portão do edifício em frente ao seu local de trabalho, conversando com o colega zelador, quando foi atropelado por Janovich, que invadiu a pista contrária de uma avenida de mão dupla. De acordo com o boletim de ocorrência registrado na Delegacia Sede do Guarujá, policiais informaram que Janovich tossiu muito na viatura enquanto era levado à delegacia. Porém, mesmo aparentando ter sinais de vômito na camisa, ele afirmou que passava bem.

"Quando ele chegou aqui, estava passando mal e deitou no banco na frente da delegacia, aí os policiais acharam melhor levá-lo ao Posto de Atendimento Médico (PAM) da Rodoviária", afirmou o delegado titular de Guarujá, Cláudio Rossi. Agora, a polícia aguarda o resultado do laudo do Instituto Médico Legal (IML) que mostrará a causa da morte do motorista. No carro de Janovich, foram encontradas latinhas de cerveja e de bebida energética.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG