Motociclistas são metade das consultas de trauma no HC, diz secretaria

O Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) registrou que metade dos atendimentos ligados a acidentes de trânsito envolvem motociclistas. Das 300 vítimas desse tipo de acidente que passaram nos últimos três meses pelo pronto-socorro do Instituto de Ortopedia e Traumatologia (IOT) da FMUSP, 148 pilotavam ou estavam na garupa de uma motocicleta, de acordo com informações da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo.

Agência Estado |

Segundo os dados, 81% das vítimas de acidente de moto eram do sexo masculino e 19% do sexo feminino.

O pronto-socorro do instituto tem apresentado redução no número de atendimentos a vítimas de acidente de trânsito - a exceção dos acidentes que envolvem motocicletas, relata, no site da secretaria, Júlia Greve, fisiatra - especialista em Medicina Física e Reabilitação - do IOT. Segundo ela, as motocicletas representam uma guerra urbana contra a cidade de São Paulo. Júlia chama a atenção para o investimento de R$ 100 milhões destinado exclusivamente para recuperar motoqueiros.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG