Mostra no Masp celebra 20 anos de carreira de Vik Muniz

Depois de passar pelos Estados Unidos, Canadá e México, a mostra retrospectiva de 20 anos de carreira de Vik Muniz chegou ao Brasil. Primeiro, a exposição foi apresentada no Museu de Arte Moderna (MAM) do Rio e, a partir de hoje, é exibida em São Paulo, no Masp, onde será inaugurada para convidados e amanhã para o público.

Agência Estado |

A relação da fotografia com o desenho é o mote principal da mostra, como diz o artista. "Quero mexer com a ideia de imagem como interação", diz Vik Muniz, de 47 anos, que vive nos EUA, mas também tem ateliê no Rio.

São 131 obras, todas fotografias, mas não do gênero fotográfico puro, deve-se dizer, perpassando criações de desde 1988 até os dias atuais. Vik Muniz explora propositalmente um caráter híbrido e ambíguo da imagem, o que torna suas obras sedutoras.

Enfatizo o diálogo entre material (os objetos simples que ele usa para fazer as composições) e imagem, destilo a ideia do desenho com coisas muito práticas, ou a natureza da arte mesmo. Sou ambicioso, mostro esse processo, diz Vik. Ele se refere ao fato de querer desmistificar uma arte muito ligada a deuses e aliar sua vontade de fazer o espectador questionar a imagem a partir das camadas de significados que propõe em seus trabalhos, sempre feitos a partir de ícones, estereótipos, arquétipos digeridos.

A exposição 'Vik', realizada pela Aprazível Edições e Arte, de Leonel Kaz e Nigge Loddi - a mostra é acompanhada de livro -, não abarca todas as séries do artista, mas pontua a relação da fotografia e do desenho com conjuntos temáticos precisos, alguns deles, inéditos, como 'Imagens de Papel' (a partir de fotografias p&b) e 'Quebra-Cabeças'. Vik começa com as primeiras obras de sua trajetória em torno da imagem, desenhos que fez a partir de fotos que via na revista Life e que fotografou. A partir daí, vemos sua pesquisa se problematizando cada vez mais, expandindo, inclusive, em escala.

Vik Muniz . Masp. Avenida Paulista, 1.578. Tel.: (011) 3251-5644. Das 11 h às 18 h (quinta, das 11h às 20h; fecha às segundas). R$ 15 (Terça: Grátis). Até 12/7. Abertura hoje, às 19h.

    Leia tudo sobre: maspvik muniz

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG