Soldado Tombando de Robert Capa - Brasil - iG" /

Mostra lança nova luz em foto Soldado Tombando de Robert Capa

Por Angus McSwan LONDRES (Reuters) - Ela é uma das fotos de guerra mais famosas de todos os tempos, mas também está entre as mais controversas.

Reuters |

Agora uma exposição em Londres sobre o trabalho do fotógrafo Robert Capa lança luz nova sobre sua foto de um miliciano da guerra civil espanhola no momento em que recebe um tiro fatal.

A foto "O Soldado Tombando", feita no front de Córdoba em 1936, mostra o miliciano de camisa branca caindo para trás, com os braços abertos para os lados, deixando seu fuzil cair.

Ela deu fama instantânea ao húngaro Capa, e acabou sendo vista como símbolo da luta contra o fascismo.

Mas, com o passar dos anos, dúvidas foram levantadas quanto a sua veracidade. Houve sugestões de que ela teria sido posada. O próprio Capa deu poucas indicações sobre as circunstâncias em que a foto foi feita.

A exposição "Isto é Guerra - Robert Capa Trabalhando", no Barbican Centre, em Londres, reúne todas as imagens conhecidas feitas naquele dia em setembro de 1936 por Capa e sua companheira Gerda Taro.

Ela também inclui outros trabalhos dele feitos na Espanha, fotos da Guerra sino-japonesa, em 1938, e das tropas americanas desembarcando nas praias da Normandia no Dia D em 1944, além de revistas originais e de anotações e cartas de Capa.

A coleção teve curadoria do biógrafo de Capa, Richard Whelan, que morreu no ano passado. Kate Bush, diretora de galerias do Centro Barbican, disse à Reuters que Whelan enviou respostas aos céticos em relação a "O Soldado Tombando".

"Ele voltou para os arquivos e encontrou muitos outros negativos daquele momento. Encontrou mais materiais que ajudaram a conceitualizar a imagem do soldado caindo."

A questão de se a foto foi ou não posada foi levantada por Phillip Knightley em seu livro de 1975 sobre correspondentes de guerra, "The First Casualty".

Knightley citou um repórter, O.D. Gallagher, que teria dividido um quarto de hotel com Capa na Espanha e a quem o fotógrafo lhe teria dito que a foto foi posada. Whelan não acreditou na versão.

As legendas das revistas que publicaram a foto na época diziam que o incidente ocorreu durante um ataque republicano. A primeira foi a revista francesa Vu, em setembro de 1935, seguida em julho de 1937 pela americana Life.

Parece que a verdade pode estar em algum lugar intermediário.

Os 40 quadros foram reunidos de negativos de folhas de contato recortadas. Elas mostram um grupo de milicianos, entre eles aquele que depois se tornaria vítima, numa colina perto de Cerro Muriano, fazendo pose para a câmera, saltando sobre uma vala e mirando com seus fuzis.

Mas, segundo Kate Bush, essas fotos não parecem ser posadas.

"Eles não estavam no calor da batalha. Não era um momento quando estavam sob ataque. As fotos são feitas de uma maneira que sugere que, até certo ponto, eles estavam brincando diante da câmera", disse ela.

A teoria é que, durante essa brincadeira, um franco-atirador rebelde teria disparado contra um dos milicianos, que se acredita ter sido Federico Borrell Garcia, diante da lente da Leica de Capa.

"A foto evidentemente é de alguém morrendo. Seria impossível representar aquela pose", disse Bush.

Um segundo soldado também foi fotografado no momento em que levava um tiro.

A guerra civil espanhola pode ser vista como a primeira guerra da mídia, segundo Bush. Os artistas e escritores que foram à Espanha em grande número -- entre eles o próprio Robert Capa -- queriam que seu trabalho apoiasse sua causa.

"As questões morais e políticas eram muito claramente definidas. A maioria das pessoas estava de um lado, e era fácil fazer julgamentos sobre o que era certo ou errado."

Se "O Soldado Tombando" é a obra mais famosa de Capa, muitas outras de suas fotos atestam sua coragem e compaixão.

Robert Capa morreu no Vietnã aos 40 anos. Uma frase famosa dele foi: "Se suas fotos não são suficientemente boas, é porque você não está suficientemente perto."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG