Mostra de SP exibe novo filme de Santoro sem beijo gay

SÃO PAULO ¿ Faltava meia hora para o filme I Love You Phillip Morris começar, na terça-feira, e uma enorme fila já seguia pelos corredores da Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), onde a produção protagonizada por Jim Carrey seria exibida. Em menos de 15 minutos, os 320 lugares estavam preenchidos por frequentadores da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

Agência Estado |

Divulgação

Rodrigo Santoro e Jim Carrey no filme

Mas a cena do beijo na boca dos atores Jim Carrey e Rodrigo Santoro foi cortada. Santoro participou de um bate-papo com o público e com os diretores Glenn Ficarra e John Requa.

Cômico e dramático, o filme é baseado no livro homônimo, de Steve McVicker, que conta a história de Steve Russel (Carrey), que se apaixona na cadeia por Phillip Morris (Ewan McGregor). Quando Morris é libertado, Russel foge quatro vezes só para encontrá-lo. Santoro interpreta o primeiro namorado de Morris, que morre de aids. O longa agradou por onde passou, nos festivais de Sundance, nos Estados Unidos, e Cannes, na França. Na Faap, foi aplaudido de pé. Mas gerou ao menos uma frustração: a comentada cena do beijo gay entre Santoro e Carrey foi cortada.

"Ela estará presente nos extras do DVD", disseram Glenn Ficarra e John Requa. "A química sexual entre Santoro e Jim Carrey era muito grande e estava se sobressaindo na história principal, por isso cortamos. Mas, antes, ligamos para Carrey e Santoro para avisá-los", diz Ficarra. Santoro recebeu o corte como um elogio dos diretores: "O meu personagem estava puxando atenção e não deveria ter espaço na trama. Os diretores disseram que iam fazer um elogio para mim, que era a cortar a cena (do beijo), porque eu estava muito bem".

O papel de Santoro é importante, mas o tempo em que ele aparece em cena não foi muito diferente de sua participação em "As Panteras 2", "300" ou "Che". Depois desse filme, Santoro vai interpretar o protagonista do filme "Heleno", sobre o jogador Heleno de Freitas, que será dirigido por José Henrique Fonseca e coproduzido por ele. "Vamos começar a rodar no primeiro semestre de 2010."

Até lá, o ator colhe os louros de "I Love You Phillip Morris", que, aliás, nada tem a ver com a multinacional produtora de cigarros. O longa, que estreia em circuito comercial em fevereiro de 2010, ainda pode ser visto na Mostra (hoje, no HSBC Belas Artes).

Leia mais sobre: Mostra de São Paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG