Mostra de São Paulo exibe último filme de Heath Ledger

SÃO PAULO ¿ A grande expectativa gerada pela imprensa cinematográfica internacional por O Mundo Imaginário de Dr. Parnassus, se refere ao fato de ser o último trabalho do ator Heath Ledger (famoso pelo papel do Curinga em Batman ¿ O Cavaleiro das Trevas, e morto em 2008 aos 28 anos por abuso de remédios). O longa é um dos destaques da 33ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que começou no dia 23 e segue até o dia 5 de novembro.

Agência Estado |

Divulgação

"O Mundo Imaginário de Dr. Parnassus" tem Heath Leadger e beleza esplendorosa

Mas o melhor do novo filme de Terry Gilliam ("Monty Python" e "Os 12 Macacos"), que assina roteiro e direção, são as cenas de beleza impressionante, em que o mergulho no mundo da fantasia quase se interpõe à memória prestada a Ledger. A primeira impressão é a de estar diante de uma pintura surrealista. A história tem mesmo um quê de sonho: o universo fantástico se esconde atrás de um velho espelho, que promete realizar qualquer desejo do subconsciente.

Doutor Parnassus (Christopher Plummer) é um velho mágico no comando de um teatro mambembe decadente, que procura público em troca de alguns trocados pelas ruas da Londres dos dias atuais. Mas a miséria é questão pequena para Parnassus: em um pacto perdido para o diabo (Tom Waits), o velho conquistou o amor de sua vida e a imortalidade, mas prometeu em troca a mão de sua filha, a bela Valentina (Lily Cole), assim que ela completasse 16 anos de idade.

Cheio de artimanhas, o diabo prefere uma nova aposta a recolher seu prêmio, e propõe uma disputa por almas. O vencedor fica com a moça. Só então é que a trupe de Parnassus encontra o moribundo desmemoriado Tony (Heath Ledger), pendurado em uma ponte com uma corda presa ao pescoço. A salvo, o misterioso homem se junta ao grupo e logo ganha a confiança de Parnassus.

Com Tony, o show faz sucesso levando a clientela a desfrutar de momentos mágicos dentro do espelho, onde todos os sonhos se realizam. O carisma e o talento nato de Tony encantam Valentina, que se apaixona pelo desconhecido. Tony, por sua vez, decide ajudar o velho mágico a salvar a filha do diabo com uma ideia inescrupulosa, mas eficiente. Uma vez dentro do espelho, ele captura uma a uma as almas das clientes que se perdem dentro do espelho, nos delírios de seus pecados particulares.

Dentro do espelho materializador de sonhos, Tony ganha outros rostos ¿ primeiro, o do ator Johnny Depp; depois, o do galã Jude Law, depois, o de Colin Farrell. Cada participação especial dos astros foi a solução encontrada por Gilliam para conseguir finalizar a produção. Após a morte de Heath Ledger, as filmagens foram interrompidas por alguns meses para a procura de um substituto para o ator. Em vez de um, entraram três.

Leia mais sobre: Mostra de São Paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG