Mortos por homicídio terão nomes citados em missas de PE

A partir de domingo até o dia 16 de novembro os nomes das pessoas assassinadas em Pernambuco durante a semana serão citadas nas missas celebradas em 52 paróquias do Recife e da região metropolitana. A ação faz parte da campanha Não Matarás, uma parceria da Pastoral da Saúde da Arquidiocese de Olinda e Recife e do blog Pebodycount, que busca discutir formas efetivas de mudar a realidade de Pernambuco, Estado que detém 10% dos homicídios ocorridos no Brasil.

Agência Estado |

A lista das vítimas também será afixada nos murais das igrejas.

O objetivo é destacar que a violência se tornou um caso de saúde pública no Estado e no País, e como tal deve ser enfrentada com mobilização da sociedade e do governo. Até hoje, os assassinatos em 2008 somavam 3.429 - 39 deles neste fim de semana -, segundo o Pebodycount, que conta e atualiza diariamente os homicídios registrados no Estado. A média diária é de 12 a 13 assassinatos.

"A impunidade se mantém e a roda viva continua", afirma Eduardo Machado, um dos fundadores do blog - mantido com o trabalho voluntário de cinco jornalistas pernambucanos. Segundo Machado, a principal função do site é a de "tornar cada vez mais difícil que a violência seja ignorada", além de estimular a reflexão sobre o assunto.

"Vivemos uma barbárie", afirma o coordenador da Pastoral da Saúde da Arquidiocese de Olinda e Recife, Vandson Holanda. "Não é normal ter medo de sair de casa, não é normal fechar o vidro do carro nos semáforos com medo de assalto a mão armada, não é normal se enclausurar por medo", diz. "Isso é uma doença, se torna patológico e mexe com uma questão basilar da Igreja, a do não matar."

Expectativa

A expectativa da campanha é abrir a discussão, envolver organizações, instituições, autoridades e população. Unir todos em torno de um foco e a partir daí, criar estratégias de ação. "Buscamos chegar a propostas exeqüíveis, práticas, a serem efetivadas pela sociedade a partir das paróquias, comunidades, organizações sensíveis à defesa da vida", afirma Vandson Holanda.

Ele acredita que a campanha, que será oficialmente lançada na sexta-feira, será apenas o começo de "um trabalho sem volta", que deverá ser acolhido pelo total de cem paróquias da arquidiocese e ultrapassar os limites pernambucanos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG