Mortes por diabetes crescem quase 50% de 1990 a 2006

Um estudo do Ministério da Saúde divulgado hoje aponta um aumento nas mortes por diabetes, de 1990 a 2006, ao se considerar apenas o óbito por causa básica. O risco de morte nos adultos de 20 a 74 anos passou de 16,3 por 100 mil habitantes, no começo da década passada, para 24 por 100 mil habitantes, em 2006.

Agência Estado |

Os dados fazem parte do "Saúde Brasil", publicação anual da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), que em 2009, segundo o ministério, abrange os 20 anos do Sistema Único de Saúde (SUS).

"O principal fator associado é a mudança na alimentação do brasileiro, que leva ao sobrepeso, afinal o diabetes tem relação direta com a obesidade", diz o diretor do Departamento de Análise de Situação de Saúde da SVS, Otaliba Libânio Neto. "No entanto, observamos estabilização em algumas regiões do país a partir do ano 2000."

De acordo com o estudo, o aumento se concentra entre homens com 40 anos ou mais, sendo de 2,3% ao ano. Depois dos 60 anos, o aumento é de 3,5% ao ano. No caso das mulheres, em comparação com a mesma faixa etária, o aumento é de 1% e 1,7% ao ano, respectivamente. Por fim, as mortes entre pessoas de 20 a 39 anos diminuíram de 1,6% para mulheres e 1,5% para homens.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG