Um estudo do Ministério da Saúde divulgado hoje aponta um aumento nas mortes por diabetes, de 1990 a 2006, ao se considerar apenas o óbito por causa básica. O risco de morte nos adultos de 20 a 74 anos passou de 16,3 por 100 mil habitantes, no começo da década passada, para 24 por 100 mil habitantes, em 2006.

Os dados fazem parte do "Saúde Brasil", publicação anual da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), que em 2009, segundo o ministério, abrange os 20 anos do Sistema Único de Saúde (SUS).

"O principal fator associado é a mudança na alimentação do brasileiro, que leva ao sobrepeso, afinal o diabetes tem relação direta com a obesidade", diz o diretor do Departamento de Análise de Situação de Saúde da SVS, Otaliba Libânio Neto. "No entanto, observamos estabilização em algumas regiões do país a partir do ano 2000."

De acordo com o estudo, o aumento se concentra entre homens com 40 anos ou mais, sendo de 2,3% ao ano. Depois dos 60 anos, o aumento é de 3,5% ao ano. No caso das mulheres, em comparação com a mesma faixa etária, o aumento é de 1% e 1,7% ao ano, respectivamente. Por fim, as mortes entre pessoas de 20 a 39 anos diminuíram de 1,6% para mulheres e 1,5% para homens.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.