Mortes nas estradas de SP caem 15% após lei seca

Às vésperas de completar um mês de vigência, a lei seca começa a apresentar os primeiros resultados na redução de mortes e acidentes no trânsito.

Agência Estado |


Levantamento elaborado pela Polícia Rodoviária Estadual, a pedido do Estado , revela queda de todos os indicadores de acidentes nos 24 mil quilômetros de rodovias estaduais desde a sanção da lei, em 20 de junho, ante igual período de 2007.

O número de mortes nos primeiros 15 dias de julho caiu 15,32% - de 111 em 2007 para 94 neste ano. A PRE estima que 60% dos acidentes sejam causados por embriaguez.

O levantamento aponta queda de 7,52% no número de acidentes com vítimas, de 1.716 para 1.587, entre 20 de junho e 13 de julho deste ano em relação ao mesmo intervalo de 2007. A mudança fica mais expressiva quando se comparam dados das primeiras quinzenas de julho: a queda nos acidentes com vítimas foi de 27,81%, de 1.183 em 2007 para 854 neste ano.

Esse índice rompe tendência de elevação de um ano para o outro: em maio, os acidentes com vítimas subiram 15,79%, de 2.077, em 2007, para 2.405, neste ano. Comparando junho de 2007 e de 2008 - com a lei em vigor por dez dias -, o ritmo de crescimento foi menos intenso, de 2.082 para 2.134. "É animador observar que a queda começou tímida, aumentando progressivamente em julho", afirma o tenente Cláudio Ceoloni.

Leia mais sobre lei seca

    Leia tudo sobre: lei seca

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG