Morte em garagem provoca paralisação de ônibus

Moradores de parte da zona sul de São Paulo são prejudicados nesta manhã de quinta-feira, 4, por uma paralisação de motoristas e cobradores da garagem da Viação Itaim Paulista (VIP) localizada na altura do nº 10.100 da Estrada do MBoi Mirim, no Jardim Ângela.

Agência Estado |

Da garagem M'Boi Mirim saem 14 linhas operadas por 255 carros, que servem moradores de vários bairros, entre eles, Jardim Jacira, Jardim Nakamura, Vila Calu, Jardim Oriente, Jardim Caiçara, Jardim Manacá, Jardim Guarujá e Parque Santo Antônio. Os funcionários protestam contra a morte de João Batista da Silva, de 53 anos, que trabalhava como chefe do tráfego do período noturno e foi atropelado por um colega que realizava uma manobra de um dos ônibus no pátio da viação.

Segundo os funcionários da garagem, o local é muito escuro e esse não teria sido o primeiro acidente do tipo. Eles exigem que sejam pintadas no chão do pátio faixas amarelas de sinalização de passagem de pedestre para aumentar a segurança na garagem. Os funcionários só retornam ao trabalho depois do enterro de João Batista, que ainda não tem horário nem local definidos.

A São Paulo Transportes (SPTrans) colocou em operação o Plano de Auxílio entre as Empresas em Situação de Emergência (Paese), remanejando ônibus de outras viações, repondo cerca de 50% dos veículos que não saíram da garagem nesta manhã.

    Leia tudo sobre: ônibusônibus fretado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG