Morte de Pinotti faz Senado adiar sessão

Não haverá sessão no plenário do Senado hoje, em decorrência da morte do deputado federal José Aristodemo Pinotti. O primeiro vice-presidente da Casa, Marconi Perillo (GO), informou a alguns senadores que apenas abriria a sessão para pedir o encerramento na sequência.

Agência Estado |

O médico e parlamentar, licenciado da Câmara, morreu na madrugada de hoje, vítima de câncer nos pulmões, aos 74 anos.

Pinotti, que ocupava a Secretaria Municipal Especial da Mulher em São Paulo, será velado a partir das 11 horas no saguão do teatro da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. O enterro está marcado para as 17 horas, no Cemitério da Consolação, segundo informações da assessoria da Prefeitura de São Paulo.

Entre os cargos que ocupou estão os de professor titular e Chefe do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Reitor da Unicamp, secretário estadual de Educação de São Paulo, secretário estadual da Saúde de São Paulo, Coordenador do Sistema Unificado e Descentralizado de Saúde (SUDS) do Estado, consultor da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e presidente da Fundação Pedroso Horta.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG