CUIABÁ - Depois de 11 dias internada em estado grave no Pronto-Socorro de Cuiabá, em Mato Grosso, a estudante Saira Tamires Dutra dos Reis, de 19 anos, morreu na quinta-feira à noite.

Ela foi uma das vítimas do desmoronamento de parte de um dos paredões do Véu de Noiva - um dos principais cartões postais de Chapada dos Guimarães, distante 65 quilômetros de Cuiabá - que deixou  seis pessoas feridas no dia 21 de abril .

O grupo de 35 turistas da Assembléia de Deus fazia uma trilha quando a terra cedeu. Perícia técnica da Polícia Civil de Mato Grosso ainda não foi concluída para apontar as causa dos acidente. O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) interditou o parque.

Leia mais sobre: desmoronamento

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.