MANAUS - A Polícia Federal e a Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais em Brasília anunciaram há pouco a morte de mais um perito criminal federal - vítima da explosão ocorrida ontem no Serviço Técnico Científico da PF em Manaus. Max Augusto Neves Nunes estava em coma na UTI de um hospital de Manaus e não resistiu às queimaduras pelo corpo.

Essa é a segunda morte do acidente, de causas ainda desconhecidas. O perito criminal federal Antonio Carlos Oliveira morreu ontem. Outros dois peritos permanecem hospitalizados, um deles em estado grave. O local da explosão está isolado.

A PF aguarda a chegada agora à tarde de um grupo de sete peritos que embarcaram em Brasília com a missão de investigar o que provocou o acidente. Os peritos que seguem para Manaus tem especialização em explosivos.

Leia mais sobre: explosão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.