Morre João Milanez, fundador da Folha de Londrina

O fundador do jornal Folha de Londrina, um dos maiores do Paraná, João Milanez, morreu hoje por volta das 8h30 da manhã, aos 85 anos, por falência múltipla de órgãos. Internado na Santa Casa de Londrina desde o dia 30 de junho, ele se tratava de problemas pulmonares e cardíacos, além de lutar contra um câncer de rim.

Agência Estado |

Nascido em Meleiro, no sul de Santa Catarina, em 15 de dezembro de 1923, Milanez decidiu abandonar o trabalho rural aos 22 anos, tendo como destino São Paulo. Foi quando um amigo ofereceu-lhe a oportunidade de vender títulos de capitalização em Londrina, em 1947, quando a cidade tinha apenas 13 anos. Enquanto vendia os títulos, ele recolhia notícias que, depois, colocava no papel, dando início ao jornal. Era repórter, fotógrafo, vendedor e divulgador da Folha de Londrina.

A cidade cresceu, impulsionada, sobretudo, pelo café e, com ela, o jornal, que tinha entre suas metas a defesa do municipalismo e do Paraná. Milanez assumiu a presidência de seu empreendimento e era chamado amavelmente de "patrão" por seus empregados. Nas viagens nacionais e internacionais que fazia sempre levava o jornal embaixo do braço. Era conhecido pelo estilo alegre, às vezes irreverente, contando histórias engraçadas de suas andanças. Além do jornal, ele fundou as rádios Folha FM e Igapó FM, ambas em Londrina, e a TV Tarobá, em Cascavel.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG