O empresário Herbert Richers, fundador da empresa de dublagem que leva seu nome, morreu hoje, no Rio, aos 86 anos. Ele tinha problemas renais e estava internado na Clínica São Vicente.

O corpo deve ser cremado hoje.

Richers era de Araraquara e se mudou para o Rio em 1942. Oito anos depois, criou a Herbert Richers S.A., distribuidora de filmes (nas décadas de 60 e 70) e de dublagens.

Richers foi um pioneiro neste ramo. Transformou sua empresa numa das maiores do setor e construiu um dos maiores estúdios de dublagem da América Latina. Ele produziu filmes entre os anos 50 e 70, como os clássicos Vidas Secas (1963), de Nelson Pereira dos Santos, e O Assalto ao Trem Pagador (1962), de Roberto Farias, e também cinejornais, exibidos nas salas de cinema antes dos filmes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.