Nova York, 31 mar (EFE).- O guitarrista Herb Ellis, um virtuoso do jazz que tocou junto com estrelas como Ella Fitztgerald, Louis Armstrong e Stan Getz e integrou o trio liderado pelo pianista Oscar Peterson, morreu aos 88 anos em Los Angeles, informou hoje o jornal The New York Times.

Mitchell Herbert Ellis era casado há 52 anos e tinha dois filhos e três netos. Ele sofria de mal de Alzheimer e faleceu no domingo passado em sua casa.

Apesar de ter sido um discípulo do mítico guitarrista Charlie Christian, "sempre foi mais que um imitador: Seu estilo misturava a sofisticação harmônica do bebop com a franqueza do blues, apimentado com um sotaque mais típico da música country do que do jazz", diz o "NYT" ao descrever a música de Ellis.

Nascido na cidade de Farmersville, no Texas, em 4 de agosto de 1921, Ellis tocou banjo e gaita quando criança antes de fazer aulas de guitarra no North Texas State Teachers College, a atual Universidade do Norte do Texas e um dos primeiros centros do país a oferecer aulas de jazz.

Em 1947, se juntou ao pianista Lou Carter e ao baixista Johnny Frigo, ambos da banda de Jimmy Dorsey, e formou o trio instrumental Soft Winds, cuja música "Detour Ahead" se transformouem um clássico e foi interpretada por artistas do porte de Billie Holiday.

Quando se aliou com Oscar Peterson, entre 1953 e 1958, atraiu grande atenção pela base rítmica que incluía na música desse conhecido trio, que também não contava com percussionista, assim como por seus solos de guitarra.

Sua fama internacional cresceu ainda mais quando fez uma turnê com Ella Fitzgerald e trabalhou para o famoso produtor Norman Granz em gravações junto com Billie Holiday, Louis Armstrong, Dizzy Gillespie e Stan Getz, entre outros.

Após vários anos trabalhando na televisão em Los Angeles, retornou ao jazz em 1973 e até os anos 90 tocou junto com Barney Kessel e Charlie Byrd no grupo Great Guitars. EFE mgl/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.