SÃO PAULO - Morreu nesta quinta-feira em São Paulo o jornalista Domingos Ferreira Alves, aos 75 anos, de câncer. ¿Seu Domingos¿, como era conhecido pelos colegas, trabalhava nas empresas do Grupo Folha havia 54 anos e era editor-adjunto da primeira página do jornal Agora São Paulo. Desde maio estava afastado de suas atividades.

Seu Domingos começou no jornalismo em 1954 como repórter da Folha de São Paulo, dois anos depois passou a redator, e chegou a secretário de redação do jornal. Na empresa, era conhecido por usar de humor ácido na escolha de fotos e fazer manchetes criativas. Exemplo disso foi o texto da capa da Folha em julho de 1969 que noticiou a chegada do homem à lua: A lua no bolso, uma alusão ao fato de que os astronautas coletaram solo da lua na viagem espacial.

Os colegas, novatos e experientes, consideravam Seu Domingos um professor de jornalismo e buscavam seus conselhos em questões de gramática e história. Segundo o diretor presidente do iG, Caio Túlio Costa, que foi secretário de redação da Folha de S. Paulo entre 1982 e 1987, Seu Domingos trabalhava os textos da primeira página com um zelo incomum e uma perícia extraordinária na confecção de manchetes.

Nascido em Monte Mor (116 km de São Paulo), sexto de oito irmãos, Seu Domingos era solteiro e não tinha filhos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.