RIO DE JANEIRO ¿ O cirurgião-geral Paulo Athayde Salaverry Lopes, de 54 anos, baleado na cabeça em agosto após uma tentativa de assalto em Ipanema, morreu na tarde desta segunda-feira de falência múltipla dos órgãos. Ele estava internado no Centro de Terapia Intensiva (CTI) da Clínica São Vicente, na Gávea, zona sul do Rio de Janeiro.

Paulo foi baleado na nuca na porta de sua casa . De acordo com a polícia, o médico estava chegando com sua moto BMW, retirada momentos antes da concessionária, quando foi abordado por dois assaltantes também a bordo de uma moto.

Ainda de capacete, Paulo teria reagido à abordagem e um dos criminosos, portando uma pistola, disparou cinco vezes. Segundo testemunhas, quatro tiros atingiram de raspão o capacete da vítima. Entretanto, um das balas feriu o médico na nuca. Os assaltantes fugiram levando a moto da vítima e a deles.

O médico foi levado por familiares ao Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, e de lá foi transferido para Clínica São Vicente, no mesmo bairro.

Em outubro, quatro suspeitos pelo crime morreram em uma troca de tiros com a polícia no Humaitá , na zona sul. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado, os suspeitos estavam em duas motos quando foram abordados pelos policiais.

Na troca de tiros, os quatro foram baleados e encaminhados ao Hospital Municipal Rocha Maia, em Botafogo, onde não resistiram aos ferimentos e morreram. Três pistolas, uma granada e as duas motos foram apreendidas.

Leia mais sobre: assalto

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.