Morre bebê supostamente esfaqueado pelo pai no RS

Segundo a polícia, homem confessou o crime. Ele teria matado a própria filha para se vingar da mulher

AE |

Morreu na madrugada desta sexta-feira o bebê de três meses e 14 dias que foi supostamente esfaqueado pelo pai, no fim da noite de quarta-feira, em Porto Alegre. A criança estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital da Criança Conceição e morreu por volta das 3h.

Segundo a polícia, o suspeito foi encontrado pelos policiais militares próximo à residência, sentado na calçada e com ferimento na barriga, alegando que havia tentado o suicídio logo após esfaquear a própria filha. A faca foi apreendida ainda com manchas de sangue, bem como a bainha, localizada na casa do agressor. Também foram apreendidos 19 cartuchos de calibre 32.

Vingança

Segundo a polícia, o homem suspeito de ter matado a própria filha disse que cometeu o crime para se vingar da mulher. A Polícia Civil não deu mais detalhes sobre o caso.

A mãe da vítima declarou, ainda de acordo com a polícia, que presenciou o companheiro ajoelhado sobre a cama com a faca na mão - e a filha sangrando. Ela conseguiu tirá-lo de cima da criança, jogando-o ao chão. Depois, chamou por socorro dos vizinhos do bairro Rubem Berta, zona norte de Porto Alegre.

A polícia tem prazo de dez dias para concluir as investigações. O Conselho Tutelar foi solicitado para que acompanhe a situação da família, que ainda tem outro filho em comum, apresentando situação de vulnerabilidade.


    Leia tudo sobre: Porto Alegrecrime

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG