Morre, aos 98 anos, o bispo católico mais velho do País

Dom José Bezerra Coutinho, o dom Coutinho, bispo emérito de Estância (SE), morreu hoje, em Fortaleza, aos 98 anos, de parada cardíaca. Cearense, natural de Capistrano, na região do Maciço de Baturité, dom Coutinho era, segundo informações da Arquidiocese de Fortaleza, o bispo mais velho do Brasil.

Agência Estado |

O corpo dele está sendo velado na tarde de hoje na capela São José, no bairro Papicu. O enterro será amanhã, na cripta da catedral. Antes, será celebrada a missa de corpo presente pelo arcebispo de Fortaleza, dom José Antonio Aparecido Tosi Marques.

Dom Coutinho fez os primeiros estudos nas cidades cearenses de Independência, Crateús (1923-1925) e Fortaleza (1927). Estudou filosofia e teologia no Seminário da Prainha, em Fortaleza (1927-33). Ordenou-se padre no dia 3 de dezembro de 1933, em Sobral (CE). Ele foi nomeado bispo auxiliar de Sobral, no dia 6 de agosto de 1956, pelo papa Pio XII. Foi vigário de Massapé, Meruoca e São Benedito (1934-56). Exerceu ainda as funções de diretor do Colégio Farias Brito e presidente da Sociedade Cultural de São Benedito (1953-56).

No dia 28 de janeiro de 1961, foi nomeado bispo de Estância pelo papa João XXIII, função que permaneceu até o 1º de junho de 1985, quando renunciou ao múnus pastoral por limite de idade. Dom Coutinho foi ainda presidente da comissão Pastoral da Família, membro da Comissão Representativa da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), membro do instituto Geográfico e da Associação de imprensa de Aracaju (SE), membro da Academia de Letras de Sobral, e presidente da Sociedade Beneficente de Maria, mantenedora do Hospital Amparo de Maria.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG