Morre, aos 89 anos, o escritor espanhol Miguel Delibes

Miguel Delibes, um prolífico e aclamado autor espanhol, cujas obras se centravam na vida rural e em personagem assolados por encruzilhadas existenciais, morreu hoje, aos 89 anos, na casa dele em Valladolid, sua cidade natal, segundo a família. Ele lutava contra um câncer no cólon havia vários anos.

Agência Estado |

"Foi um escritor incrivelmente fértil, inspirador para outros criadores", disse a ministra da Cultura, Ángeles González-Sinde. "Autor universal, muito lido e muito traduzido, seus temas seguem plenamente atuais."

Mestre no uso do idioma, segundo a crítica, e membro da Real Academia da Língua Espanhola, Delibes começou a trabalhar como caricaturista em um jornal pequeno, antes de tornar-se repórter, editor e, por fim, escritor, em uma carreira de mais de 50 anos, coroada com o Prêmio Cervantes de Literatura, em 1993. Também recebeu outras distinções, como o Príncipe de Asturias das Letras. Nascido em Valladolid, no coração de Castilla, os costumes rurais e sua cultura permearam seus trabalhos, entre os quais se destacam "Os santos inocentes" e "Cinco horas com Mário".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG