Morre aos 75 anos Donald Westlake, um dos escritores mais cinematográficos

Nova York, 2 jan (EFE).- Morreu aos 75 anos o escritor americano Donald Westlake, autor de 100 livros e cinco roteiros cinematográficos, com ênfase em temas de suspense, faleceu aos 75 anos de um ataque ao coração, publicou hoje The New York Times.

EFE |

Westlake, autor do romance que baseou o filme "Quero Dizer Que Te Amo" (1996), do espanhol Fernando Trueba, ia, na véspera do ano novo a um jantar no México, onde passava férias, quando sofreu uma crise coronariana da qual não conseguiu se recuperar, explicou sua mulher, Abigail Westlake, ao jornal nova-iorquino.

O escritor era um dos autores mais bem-sucedidos em seu gênero e ao longo de sua carreira acumulou numerosos prêmios, entre eles três Edgard Allan Poe e o título de Grande Mestre do Suspense em 1993, ambos concedidos pela Associação de Escritores de Suspense dos Estados Unidos.

Westlake ainda foi nomeado ao Oscar da Academia de Hollywood pelo roteiro do filme "Os Imorais", de 1990, dirigida por Stephen Frears e protagonizada por Anjelica Houston, John Cusack e Annette Bening.

Westlake, nascido no bairro nova-iorquino do Brooklyn, começou profissionalmente na literatura em 1960 com o romance "Os Mercenários", que, como a grande maioria de suas obras, tinha por cenário a cidade de Nova York.

O sucesso de seus romances entre o público pode ser atribuído às elaboradas tramas e diálogos que os caracterizam, e que facilitaram que 15 deles fossem adaptados para o cinema.

Entre eles estão "À queima-roupa", de 1967, estrelado por Lee Marvin e "Os Quatro Picaretas", de 1972, com Robert Redford.

O ritmo incessante com o qual escrevia obrigou-o a adotar vários pseudônimos devido às editorias serem muito reticentes em publicar mais de uma obra de um mesmo autor por ano, ressaltou o "The New York Times".

Na última fase de sua carreira, utilizava seu nome verdadeiro nos romances da série protagonizada por um criminoso chamado John Dortmunder e o de Richard Stark para as dedicadas ao anti-herói Parker.

Seu romance "O Corte" de 1997, sobre um executivo que se transforma em um assassino após perder o emprego em uma redução de folha de pagamento, foi particularmente bem recebido pela crítica e foi filmado pelo cineasta grego Constantin Costa-Gavras, em 2005.

Segundo o "New York Times", o livro mais recente escrito por Westlake, "Get Real", deve chegar em abril às livrarias americanas.

EFE jju/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG