A presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO), desembargadora Dalva Delfino Magalhães, morreu ontem, aos 68 anos, de parada cardíaca. O corpo de Dalva é velado na sede do Tribunal de Justiça (TJ), em Palmas.

Ela estava internada desde o dia 10 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Fêmina, em Goiânia. O vice-presidente do TRE, desembargador Antônio Félix, assumiu a presidência, mas informou que não pretende continuar no cargo e que, nos próximos dias, convocará eleições para a escolha do novo presidente do tribunal.

Dalva, natural de Piracanjuba (GO), foi a primeira juíza titular da comarca da capital tocantinense e também a primeira juíza eleitoral da cidade. Promovida a desembargadora há dez anos (1998), após passar por vários cargos de destaque na magistratura do Estado, a presidente do TRE-TO também foi a primeira mulher a ocupar as presidências do TJ do Tocantins (2005 a 2007) e do tribunal eleitoral.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.