Moradores fazem protesto e acusam policiais militares de matar jovem

Moradores do Jardim Panorama, em Taboão da Serra, na Grande São Paulo, acusam policiais militares do 36º Batalhão de assassinar um adolescente. Revoltados, eles resolveram realizar uma manifestação violenta nesta quinta-feira à noite. Dois ônibus intermunicipais, um apedrejado e outro parcialmente incendiado, foram alvo do grupo. PMs das Rondas Ostensivas com Auxílio de Motocicleta (Rocam), acionados via 190, foram para o local.

Agência Estado |

Segundo a versão dos moradores, o adolescente E.H.F., de 15 anos, foi morto anteontem com um tiro nas costas, disparado por um policial de dentro da viatura, no momento em que o rapaz entregava uma pizza na Rua Fernando Fernandes, próximo ao córrego Pirajuçara. Ao lado do adolescente estava o vizinho dele, Patrício Nascimento Damasceno, de 25 anos, que foi preso pela PM.

Policiais que estiveram no local da manifestação afirmam que, na noite de quarta-feira, o menor, pilotando a moto, e Patrício, o garupa, furaram um bloqueio e foram perseguidos, dispensando um pacote pelo caminho. Os policiais disseram que, ao voltarem para o local após a perseguição, o pacote não estava mais lá.

Numa curva, Patrício acabou caindo da moto e foi detido. Já o adolescente, segundo os policiais, continuou fugindo e atirou contra a viatura. No revide, foi atingido com um tiros nas costas. A morte do garoto foi registrada na delegacia de Embu.

Leia mais sobre: polícia

    Leia tudo sobre: polícia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG