Morador de rua tem mais de 40% do corpo queimado em Campo Grande

Investigações preliminares indicam que três homens e duas mulheres amarraram Levi Costa em uma árvore e depois passaram a agredi-lo

Agência Brasil |

O morador de rua Levi da Costa, de 22 anos, teve neste sábado (10) pelo menos 40% do corpo queimados, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. O Corpo de Bombeiros informou que foi acionado para socorrer o jovem nas primeiras horas do dia. De acordo com os bombeiros, Levi disse que é morador de rua e dormia em um terreno baldio, na zona norte da capital, quando foi agredido por estranhos.

No DF: Dois moradores de rua são mortos a tiros no Distrito Federal

Investigações preliminares indicam que três homens e duas mulheres amarraram Levi Costa em uma árvore e depois passaram a agredi-lo. Ele teve o corpo queimado, principalmente os braços, as pernas e o rosto.

Coluna: Ataque a moradores de rua é comum em grandes cidades 

Os bombeiros informaram ainda que são queimaduras de primeiro e segundo graus. Ele está internado na Santa Casa e está sedado. A Polícia Civil de Campo Grande está investigando o caso. O Corpo de Bombeiros foi acionado por moradores da região na qual Levi Costa foi agredido.

Nesta manhã, por volta das 7 horas, dois moradores de rua de Brasília foram assassinados a tiros . Eles dormiam, sob árvores, em uma região nos arredores de Brasília. O atirador disparou várias vezes contra os homens.

    Leia tudo sobre: morador de ruaataquequeimado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG