Morador de rua é segunda vítima do frio no Paraná

Na manhã mais fria do ano em Curitiba, quando os termômetros marcavam a temperatura mínima de 0°C, um morador de rua foi encontrado morto por hipotermia. Esta é a segunda morte em consequência do frio este ano no Paraná.

Redação com Agência Estado |

João Maria Fortunato Alves, de 47 anos, foi encontrado por volta das 6 horas por um guarda municipal, no Passeio Público, no centro da cidade. O corpo foi recolhido por funcionários do Instituto Médico Legal (IML), que confirmou a causa da morte no início da tarde desta quinta-feira.

O frio desta manhã facilitou a formação de geadas em quase todo o Paraná, excluindo-se apenas parte do oeste e do noroeste, de onde a massa de ar polar já se afasta. A menor temperatura no Estado foi verificada em General Carneiro, na região sul, com 5,3 graus centígrados negativos.

Frio no sudeste

São Paulo e Rio de Janeiro registraram recordes de baixas temperaturas na madrugada desta quinta, segundo a meteorologista Patrícia Madeira, do Climatempo.

Em São Paulo, a menor temperatura, 7,7º C, foi registrada pelo medidor Mirante de Santana, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), no início da manhã. Ainda em São Paulo, a cidade de Campos do Jordão registrou -0,8º C na região do centro da cidade e -3,8º C no Horto Florestal.

No Rio de Janeiro, a temperatura mais baixa foi de 9,8ºC, no medidor do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Em todo o Estado, a cidade com mais frio foi Avelar, no interior, que registrou 2,1ºC.

Em todo o País, outro recorde foi quebrado. A menor temperatura, que antes era -4,4ºC em um município de Santa Catarina, passou a ser de -5,3ºC na cidade de General Carneiro, no sul do Paraná. Ainda no sul, Curitiba registrou -0,7ºC e Porto Alegre, 3,9ºC.



Leia mais sobre: previsão do tempo

    Leia tudo sobre: frio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG