Morador de rua é assassinado a pedradas em Maceió

Polícia suspeita que crime tenha sido cometido por vingança. Neste ano, 16 moradores de rua foram mortos em Alagoas

AE |

selo

O morador de rua Genivaldo Ferreira dos Santos, de 32 anos, foi encontrado morto nesta manhã, com várias marcas de pedradas na cabeça, dentro de um banheiro de um clube de veraneio desativado na praia de Ponta Verde, em Maceió. Com a morte dele, sobe para 16 o número de moradores de rua assassinados este ano em Alagoas. No ano passado foram 34 assassinatos registrados no Estado.

Segundo a polícia, Genivaldo, que era conhecido como "Gago", deve ter sido morto de madrugada, a golpes de pedra na cabeça. O rosto dele estava irreconhecível por causa dos ferimentos provocados pelos golpes. "Foi uma cena de horror", disse o chefe de serviço do 2.º Distrito Policial (DP), Ariel Almeida, quando chegou ao local do crime. "Próximo ao corpo havia uma pedra ensanguentada, possivelmente a arma do crime", afirmou o policial. Segundo ele, o morador de rua trabalhava como guardador de carros na orla de Ponta Verde.

Colegas de Genivaldo ouvidos pela polícia disseram que ele era usuário de drogas, mas negam que a vítima tivesse problemas com traficantes. Por isso, a polícia suspeita que o morador de rua tenha sido assassinado por vingança ou por envolvimento com roubos. De acordo com a polícia, amigos de Genivaldo contaram que ele era conhecido por cometer pequenos furtos e roubos em carros, barracas e bares da região. Os amigos da vítima serão os primeiros a prestar depoimento a fim de ajudar a polícia a encontrar os autores do crime.

    Leia tudo sobre: morador de ruaassassinatoalagoas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG