Montreal exibe cama do casal Lennon-Yoko usada em protesto

Por Rita Devlin Maried MONTREAL (Reuters) - Uma grande cama com lençóis brancos é o item central de uma exposição que marca os 40 anos do protesto pacifista de John Lennon e Yoko Ono, que passaram uma semana deitados nela para protestar contra a guerra do Vietnã.

Reuters |

Os visitantes da exposição "Imagine: The Peace Ballad of John & Yoko" ("Imagine: A balada de paz de John e Yoko"), em Montreal, podem se deitar na enorme cama, ouvir entrevistas de arquivo e assistir a clipes do protesto pacífico realizado em 1969 pelo casal numa suíte do hotel Queen Elizabeth, em Montreal.

A exposição no Museu de Belas Artes de Montreal usa vídeos, desenhos, fotos e uma onipresente trilha de músicas e vozes para examinar a campanha pacifista do ex-Beatle e sua relação com Yoko.

"Reavaliando hoje o que eles fizeram, percebemos que foi não só uma ação artística extremamente radical...mas também algo que ainda é pertinente na Montreal de hoje em dia para promover a mesma mensagem de paz e amor que John e Yoko promoviam há 40 anos", disse à Reuters a diretora do museu, Nathalie Bondil.

Yoko, que foi à abertura da exposição, disse à imprensa que a mensagem daquele protesto continua sendo relevante. "Obrigado por fazerem uma declaração tão grandiosa a respeito da paz mundial com a exposição no seu museu, neste momento em que ela é muitíssimo necessária", afirmou ela.

Lennon foi assassinado em 1980 em Nova York.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG