Ali é condenado a 21 anos de prisão por morte de inglesa em Goiânia - Brasil - iG" /

Mohammed D Ali é condenado a 21 anos de prisão por morte de inglesa em Goiânia

GOIÂNIA - O goiano Mohammed D Ali Carvalho dos Santos foi condenado a 21 anos de prisão pelo assassinato da inglesa Cara Marie Burke em julho de 2008. A sentença foi anunciada no final da noite desta quinta-feira, 14, pelo juiz Jesseir Coelho de Alcântara, presidente do 1º Tribunal do Júri de Goiânia.

Redação |

AP
Mohammed acena durante julgamento
A pena a ser cumprida na Penitenciária Odenir Guimarães foi uma somatória de 19 anos pelo homicídio e 2 pela ocultação do cadáver, mais 150 dias-multa, sendo que cada um deverá ser considerado como 1/30 do salário minímo  vigente à época do crime.

Os jurados reconheceram que o crime foi cometido  por motivo fútil, mediante uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

Confissão

Em interrogatório ao juiz, Mohammed  confessou que matou e esquartejou a inglesa Cara Marie Burke, de 17 anos, em 26 de julho de 2008, no setor Universitário da cidade.

O crime se deu após Cara ameaçá-lo que contaria a mãe dele e a um policial da Ronda Ostensiva Tático Metropolitana (Rotam) que Mohammed estava usando drogas. Eles se conheceram na Inglaterra e, no Brasil, chegaram a morar juntos no apartamento, local onde o réu cometeu o crime.

Argumentos da defesa

Futura Press
Futura Press
A jovem britânica Cara Marie Burke

A defesa classificou o crime como "bárbaro, horroroso, repugnante, horrível e deprimente", mas insistiu que ele não deveria ser julgado "da forma que deveria ser julgado".

Os advogados ainda pediram que o júri visse Mohhammed "sem preconceito". "Mohammed é doente mental, psicopata e tem transtorno de personalidade social e isso tem de ser levado em conta", reforçou o advogado George Hidasi.

Depoimentos de parentes

Jane, a tia de Mohammed, foi a primeira testemunha de defesa ouvida nesta quinta-feira. Segundo ela, Mohammed tem problemas psicológicos e o principal motivo disso é a ausência do pai. O irmão do réu também prestou depoimento e disse que sempre teve medo de Mohammed, pois ele tinha um comportamento compulsivo e não sabia como dominar suas emoções.

Mohammed é condenado por morte de inglesa:

Leia também:

Leia mais sobre: Cara Marie Burke

    Leia tudo sobre: assassinato

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG